Publicidade

Curitiba

Curitibana transforma casais e até Ivete Sangalo em bonecos de bolo

Alex Silveira
Escrito por Alex Silveira

Descobrir o dom de fazer esculturas humanas com a massa de biscuit foi que tornou a empreendedora curitibana Elaine Cristina Stival, 37 anos, uma artista reconhecida. Seus trabalhos com os chamados “topos de bolo” impressionam pelos detalhes. É tanto talento que ela já fez esculturas para a cantora Ivete Sangalo, para os atores Alexandre Nero e Kaysar Dadour e para a atriz Fabiana Karla.

Os biscuits da Elaine também já viajaram o mundo, enviados para países como a Espanha, Índia, Rússia e Estados Unidos. A arte que se transformou em negócio fisga os clientes pela internet, admirados com as fotos dos biscuits postadas nas redes sociais. A Elaine tem cerca de 7 mil seguidores e os amigos virtuais estão espalhados por todo o Brasil.

Uma das situações mais marcantes envolvendo as redes sociais ocorreu no dia 11 de fevereiro, uma terça-feira, na postagem de uma foto da área da recepção do escritório da cantora Ivete Sangalo, a “Veveta”, em Salvador (BA). “Fãs postaram uma foto e o boneco que fiz, representando a capa do novo DVD dela, estava na estante”, conta, animada, a Elaine Stival.

A escultura modelada com a massinha de biscuit mostra a Ivete Sangalo com o figurino de EP Carnaval Com Ivete, o mais recente trabalho da cantora. A imagem (abaixo) é da Veveta no palco, com detalhes da decoração do show iluminados na base das luzes de Led e ainda tem uma caixa de som bluetooth imbutida, que toca musica de verdade. “Foi uma encomenda de um fã, que sempre a segue por onde tem show. Ele entregou direto para ela, ano passado, em Florianópolis (SC)”, revelou a curitibana.

+Caçadores! Com 20 brinquedos, Park Tupã é sinônimo de diversão em Curitiba há 25 anos

Em outra postagem nas redes, de outubro do de 2019, a irmã da Veveta, Cynthia Sangalo, filmou a miniatura tocando a música Teleguiado via bluetooth. A canção pertence ao EP. “Nem só de biscuit se vive por aqui. Ver essas postagens é muito gratificante. Têm coisas que o dinheiro não paga”.

A Elaine Stival já fez, pelo menos, cinco esculturas da “Veveta”, encomendadas pelo mesmo fã. “É indescritível ver um trabalho seu sendo reconhecido por uma pessoa como a Ivete”, comemora a Elaine.

Engana-se quem pensa que a história entre ídolos e fãs termina com a Ivete Sangalo. Em um vídeo postado na conta da Elaine Stival no Twitter, o ator Kaysar Dadour parece não acreditar no que vê. Uma reprodução quase perfeita dele, com direito a foto da família do ator debaixo do braço do boneco, foi entregue pessoalmente pela Elaine. “Meu Deus, cara, que coisa linda. É demais. Mas como que você fez tudo isso?”, pergunta o ator no vídeo. O filme foi feito com o celular da própria artista. Algumas vozes de parentes podem ser ouvidas ao fundo. “Isso aí tem que por em uma redoma. Você não se achava bonito, né? Olha como você é lindo”, brincam os parentes.

Já com o boneco do Alexandre Nero, o contato com o ídolo da artista foi somente virtual. O engajamento dos fãs do ator, marcando o nome dele no Instagram, fez a foto postada pela Elaine chegar direto na fonte, colocando os dois para conversar por mensagens. O boneco que ela fez foi uma homenagem dela para o ator, durante a novela Império, exibida pela Rede Globo entre 2014 e 2015. Alexandre Nero interpretava o comendador José Alfredo, dono de uma rede internacional de joalherias. “Fiz um boneco para ele e postei a foto. As fãs começaram a compartilhar e o Nero ficou sabendo. Ele comentou na minha foto: ‘eu quero’. Acabei enviando o boneco por correspondência”, conta a Elaine.

+Leia também! Segredos de família fazer do pastel da Brasileira o mais tradicional de Curitiba há 62 anos

De onde veio o talento?

O talento da artista para esculturas com biscuits foi descoberto aos 29 anos de idade, embora Elaine já viesse trabalhando com esse tipo de massa desde os 15 anos. O biscuit (massa branca/porcelana fria) já havia sido introduzido no Brasil por Anna Modugno, na década de 80. Nessa época, a mãe de Elaine, dona de casa, fazia enfeites em biscuit para tampas de potes de vidro. “Eu via, mas não me interessava”, conta.

Até que, na adolescência, houve o despertar. “Também comecei decorando potes. Até que, em 2011, uma das minhas duas irmãs veio com a ideia das esculturas. Achei que não era pra mim, mesmo assim resolvi tentar. No fim, estou até hoje mergulhada nos biscuits”, revela.

O talento, inclusive, foi reconhecido no concurso internacional Anatomy 360 Art Challenge, de 2018, promovido por uma empresa de software de anatomia humana. Elaine levou o segundo lugar. “Fiz o boneco nas últimas 18 horas antes de encerrar a inscrição. Bateu a inspiração e eu madruguei trabalhando. Muita gente competiu. Ficar em segundo lugar foi muito motivador”, conta.

+Caçadores! Com 85 cm de diâmetro, Pizza Viking é a maior de Curitiba!

Negócio do biscuit

Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.

Dá para perceber que a presença na internet é a principal estratégia de negócios da artista dos biscuits. É pelas redes sociais e grupos de mensagens que surgem as encomendas. Os clientes olham as fotos e vídeos dos trabalhos, leem recomendações e entram em contato. Tudo online. “É bacana. As pessoas indicam, postam em grupos, Clube da Alice… E as coisas vão indo”, revela. “E eu também fico bastante antenada na internet. Estudo e aprendo algo novo por lá e me mantenho dentro das tendências de mercado”, revela a empreendedora.

Segundo a Elaine, as principais encomendas são para presentear alguém, para topos de bolo de casamento e para garantir as memórias de famílias e noivos. O trabalho detalhado nos bonecos dura, em média, três dias para ser concluído. O menor valor – uma escultura mais simples – gira em torno de R$ 450. O custo pode aumentar de acordo com a complexidade do boneco de biscuit. Tudo é feito a partir de fotografias. A Elaine diz que observa as imagens para captar um trejeito, uma ideia de movimento ou uma característica que possa ser transmitida ao biscuit. “Cada escultura é única. Não consigo fazer diferente”, explica.  

+Caçadores! Ex-aluna restaura vitral de escola tombada que a incentivou a ser artista

Os bonecos são entregues em todo Brasil e no exterior. “Fora de Curitiba, eu utilizo o transporte aéreo. Geralmente, a pessoa pede para retirar no aeroporto. Quando não tem possibilidade do avião, envio de ônibus. Mas 90% das minhas entregas vão de avião”, revela a Elaine. Segundo ela, é o jeito mais seguro para os biscuits chegarem no prazo. “Não é uma encomenda qualquer. É uma história da pessoa contada pela escultura. Num casamento, por exemplo, se o boneco não estiver no bolo, a festa pode se tornar frustrante. Por isso, eu garanto que ele estará lá”.

Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.

Mesmo com todo o cuidado com os prazos, teve uma vez em que quase não deu tempo de entregar um pedido, feito pelo maquiador da Fabiana Karla. Ele queria fazer uma surpresa, dando de presente um boneco para a atriz. Mas, de última hora, uma mudança no rosto do biscuit, solicitada pelo cliente, impediu que a encomenda fosse postada a tempo. “Eu mesma peguei o carro e fui levar o biscuit para São Paulo”, contou a Elaine. “A Fabiana gostou e me chamou para tirar uma selfie. Sou meio tímida para essas coisas, mas lógico que eu fui”, disse.

+Viu essa? Confeiteiro salva cachorro e ganha fiel companheiro. Por “Bendler”, até a namorada ele enfrentou!

Com tanta história, a dica da empreendedora para quem deseja apostar em um dom é: “Acredite em você, tenha confiança se você gosta do que vai fazer. Se você sabe que é bom naquilo, diga todos os dias para você ‘eu consigo, eu vou’. Foi assim que eu fiz”, finaliza a Elaine Stival. Conheça o trabalho de Elaine no Instagram.

Sobre o autor

Alex Silveira

Alex Silveira

(41) 9683-9504