Publicidade

Curitiba

Aposta nos cogumelos

A família Boszcz, do distrito de Pocinho, em Contenda, resolveu dar uma virada nos negócios no ano de 2003. Com poucos terrenos disponíveis para a cultura de milho, feijão e batata, especialidade da casa até então, Renato Boszcz, juntamente com sua filha Juanice Boszcz Brongel e o genro Paulo Brongel, resolveram dar um passo à frente e tomaram a decisão de entrar no universo do cultivo de cogumelos.

Produção já diversificada, com raiz forte e geleia de morango. (Fotos: Gerson Klaina)
Produção já diversificada, com raiz forte e geleia de morango. (Fotos: Gerson Klaina)

A guinada partiu de um curso do programa Paraná Empreendedor, oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná (Senar-PR), sobre o cultivo de cogumelos Paris, conhecidos como champignons. “O curso durou um ano. Nos reuníamos nas primeiras sextas-feiras de cada mês e foi muito importante para tomar conhecimento de todos os processos de produção. Além, é claro, de todos os detalhes sobre como cultivar os cogumelos”, conta.

Os cogumelos do tipo champignon precisam ser cultivados em estufas com temperatura a 18 graus e crescem em blocos com o composto necessário para o desenvolvimento do produto. Após a colheita, os cogumelos passam por três processos de lavagem antes de serem cozidos e embalados. Hoje a família Boszcz produz cerca de 12 toneladas por ano. “Toda a parte de qualidade na produção, embalagem e distribuição foi ensinada no curso. Assim como tivemos apoio do Sebrae também e instituímos nossa marca, que se chama Pratto Fino”, conta Juanice.

Família Boszcz trabalha unida na propriedade do distrito de Pocinho. (Fotos: Gerson Klaina)
Família Boszcz trabalha unida na propriedade do distrito de Pocinho. (Fotos: Gerson Klaina)

Com os cursos, a família Boszcz também aprendeu a diversificar os produtos da empresa. Além dos cogumelos, eles também produzem raiz forte e geleia de morango. “Vimos que tínhamos potencial para aumentar nossa gama de produtos. Então, meu pai voltou a cultivar raiz forte e a partir daí passamos a produzir a raiz forte em conserva e molho de raiz forte. Como temos uA parte comercial é tocada Paulo Brongel. Ele conta que o foco das ações comerciais é voltada para os pequenos mercados e mercearias de Curitiba e região metropolitana. No entanto, recentemente os produtos da Pratto Fino chegaram às grandes redes de supermercado da capital. “Quando a negociação ocorre com os compradores menores, fazemos de maneira direta. Já pra chegar nos mercados grandes temos a intermediação de uma distribuidora de alimentos de Curitiba”, explica.

Juanice participou, junto com o pai e o marido, do programa Paraná Empreendedor e lançou marca própria pra seus produtos. (Foto: Gerson Klaina)
Juanice participou, junto com o pai e o marido, do programa Paraná Empreendedor e lançou marca própria pra seus produtos. (Foto: Gerson Klaina)

“Trabalhamos em família e isso facilita muito todo o processo. E temos todo o planejamento de qualidade, gerenciamento da marca e do processo de produção. Se não fosse essa decisão e esses cogumelos, provavelmente estaríamos em Curitiba trabalhando com outra coisa e levando a vida”, finaliza Juanice.

Sobre o autor

Avatar

Eduardo Santana

Eduardo tem 33 anos, é jornalista desde 2003 e fã de Slayer. E-mail: esantana@tribunadoparana.com.br Twitter: @santanation

(41) 9683-9504