No próximo domingo toda a família deve se reunir para celebrar a Páscoa. E a confraternização religiosa, além do almoço caprichado, deve contar com muito chocolate. Mas nesta hora não podemos deixar de reforçar um alerta que já fizemos antes na Mania Animal: se você ama seu cachorro ou gato, não ofereça para eles ovos, bombons ou qualquer outra guloseima que tenha sido feita com chocolate. Isto porque o chocolate contem sustâncias que são tóxicas para os pets e que podem até matá-los.

Leia também: Conheça as cinco raças de cachorro preferidas pelos brasileiros 

A médica veterinária da PremieRpet Keila Regina de Godoy explica que o fígado dos cães e gatos não metaboliza direito uma substância presente no chocolate chamada teobromina, que está relacionada com a quantidade de cacau. E quanto mais cacau, mais teobromina o produto tem.

“Isso significa que os chocolates mais escuros e amargos, que contém maior percentual de cacau, são os mais tóxicos para os animais. No entanto, o chocolate ao leite e o chocolate branco também fazem mal e não devem ser oferecidos aos pets”, diz a veterinária.

Se ingerida, a teobromina pode provocar aumento de contrações musculares, excitação nervosa, micção em excesso, elevação da temperatura corporal, respiração acelerada, taquicardia, vômitos e diarreia. “A gravidade do quadro varia de acordo com a quantidade ingerida”, reforça Keila.

Riscos

Apesar dos casos letais serem raros, os animais podem passar mal e ter problemas gastrointestinais ao comer o doce. E além do risco de intoxicação e do mal-estar, o chocolate ainda pode provocar obesidade.

Assim, para evitar transtornos e sofrimento do animal, resista a cada olhar “pidão” do seu pet e aproveite a Páscoa para recompensá-lo com um bom passeio. E em caso de ingestão acidental, procure um médico veterinário para avaliar seu amigão de quatro patas.

Qual é o limite?

De acordo com dados da Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade a Animais (ASPCA), quando se trata de animais e chocolate, não há consumo considerado seguro. No entanto, há limites que aumentam o risco de convulsões e outras complicações:

Yorkshire (cerca 3 kg de peso): perigo se consumir 70 gramas de chocolate ao leite
Pug (cerca de 9 kg ): perigo se consumir 150 gramas de chocolate ao leite
Golden Retriver (cerca de 35 kg): perigo se consumir 425 gramas de chocolate ao leite

*Coluna publicada originalmente em 29 de março de 2018.

Quer contar uma história com seu pet, dar sugestões ou publicar a foto de um animal disponível para adoção, escreva pra gente: animal@tribunadoparana.com.br