Com 38 anos, o curitibano Maurício Shogun é uma lenda do MMA. Neste sábado, a partir das 18h (horário de Brasília), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, o meio-pesado vai para mais um duelo para ficar marcado em sua carreira. A trilogia contra o baiano Rogério Minotouro será o co-evento principal do UFC Ilha da Luta 3.

O confronto marca também a despedida do seu rival. Em entrevista ao Direto do Octógono, Minotouro destacou que essa será a sua última luta. “Ele é uma lenda, não tem o que discutir. É um cara que possui muito respeito e uma grande história no esporte”, disse Shogun ao blog.

O curitibano também já se prepara para pendurar as luvas. “Cada um sabe a hora certa. Devo fazer essa e mais umas duas lutas”, limitou-se a dizer o pupilo da tradicional Chute Boxe.

Preparação atípica

Assim como tantos outros lutadores, Shogun passou por um período atípico de preparação para esse próximo duelo. Com a pandemia de coronavírus, o curitibano realizou o seu camp em Maringá.

“Optei por ficar mais próximo da família e o pessoal veio de São Paulo me ajudar na preparação. Tem sido bem diferente, mas já sabia que iria passar por isso. Só de saber que vai ter luta já fico feliz. O Dana White mandou muito bem em conseguir fazer um evento como esse”, ressaltou o curitibano.

Histórico

Shogun possui 38 lutas em sua carreira. São 26 vitórias, 11 derrotas e um empate. Ex-campeão do UFC e do extinto Pride, o curitibano vem de empate contra Paul Craig, em duelo realizado no ano passado.