Já no primeiro minuto de nascimento o cordão umbilical que liga a mãe ao recém nascido é cortado. Mas, de acordo com uma nova pesquisa, deixar o cordão intacto por mais alguns minutos pode ser benéfico para o bebê.

Foi apenas no último século, com o avanço da medicina, que os médicos passaram a cortar o cordão mais cedo.

Segundo os pesquisadores, o obstetra/ginecologista deveria deixar o cordão umbilical por mais tempo para que o sangue que está nele possa ir para o corpo do bebê. Além disso, ele carrega nutrientes da placenta da mãe que podem ser úteis para a criança.

Também há células tronco que ficam no cordão umbilical e que podem ser transferidas para o organismo da criança.

O risco de doenças crônicas seria diminuído, principalmente em bebês prematuros ou que sofreram outros problemas de parto.

Então, se você é uma futura mamãe, converse com seu obstetra sobre a possibilidade dele deixar o cordão umbilical intacto por alguns minutos depois do nascimento.

Fonte:O cordão umbilical é cortado muito cedo.