Morreu aos 67 anos, vítima de covid-19, o músico Parrerito, do Trio Parada Dura. O cantor tinha diabetes e estava internado desde o dia 29 de agosto em Belo Horizonte, Minas Gerais. A morte foi confirmada às 21h30 deste domingo (13).

Eduardo Borges, mais conhecido como Parrerito, teve um mal súbito e precisou ser internado na capital mineira. “Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura”, disse uma nota enviada à imprensa pela assessoria do cantor. O trio atualmente era formado por Parrerito, Creone e Xonadão. OS outros dois músicos não estão com covid-19.

Nascido em São Fidélis, no Rio de Janeiro, Parrerito entrou no Trio Parada Dura em 1980, após a saída do irmão Barrerito, que ficou paraplégico após um acidente. Parrerito deixa esposa, filhos e netos.

Personalidades da música sertaneja homenagearam o cantor. O cantor Vinicius, que faz dupla com João Bosco, lembrou que o Trio Parada Dura se apresentou em seu casamento. “No dia mais importante da minha vida, vocês estavam comigo, cantando lindamente no meu casamento, realizando um sonho de fã”, escreveu ele pelo Instagram.

Relembre um dos grandes sucessos do Trio Parada Dura, Andorinhas.