Se todas as mães e pais pudessem escolher uma virtude para ganhar uma “dose extra” – se fosse possível –, sem dúvida essa virtude seria a paciência. Definitivamente, é uma das qualidades mais importantes na vida de quem tem uma rotina intensa com os filhos, trabalho, tarefas domésticas e tantas outras coisas.

Quantas vezes você já prometeu para si mesmo que iria ser um pai ou uma mãe mais paciente, mas na primeira situação de estresse a promessa foi por água abaixo? Bom, fique tranquilo. Se você é um pai ou uma mãe como todos os outros, com certeza isso já aconteceu muitas vezes! Não se culpe por isso.

Todos nós queremos ser pais e mães que não gritam, que saibam curtir intensamente cada momento com os nossos filhos, que não se estressam com coisas pequenas. Mas convenhamos, só as nossas boas intenções não têm o poder de tornar tudo isso uma realidade.

Geralmente, quando ouvimos ou lemos dicas sobre como não “explodir” naquela hora de crise, são dicas para serem colocadas em prática exatamente no meio do furacão. Tudo bem, elas também ajudam! Só que é preciso treinar a nossa mente e criar hábitos que nos ajudem antes mesmo do caos se instalar. Para isso, a especialista em meditação e escritora Tejal Patel, listou em um artigo publicado no site norte-americano Motherly, cinco hábitos que podem ajudar você a cultivar a paciência e se tornar a mãe ou pai pacífico que tanto deseja ser:

Comece 15 minutos mais cedo

Não é exclusividade sua: viver numa constante correria deixa qualquer pessoa impaciente e estressada. Acordar correndo, preparar o café da manhã correndo, tomar banho correndo, arrumar as crianças correndo… isso é garantia de um dia frustrante para pais que estão tentando ser mais pacíficos!

Então, em vez de se preparar para mais um dia decepcionante, planeje começar suas atividades 15 minutos mais cedo. Reservar esse tempo extra do dia permitirá que você relaxe e seja mais paciente com os possíveis eventos inesperados que surgirem naquele dia.

Não há desvantagens em criar esse hábito: se for um dia caótico, você estará melhor preparado, já se for um dia mais tranquilo, você ganha agradáveis 15 minutos para curtir, brincar, conversar com os seus pequenos e, consequentemente, criar momentos memoráveis entre vocês.

Não queira fazer ou pensar em tudo ao mesmo tempo

Se seu filho está brincando lá fora e, ao avistá-lo pela janela, você já está pensando na roupa que ele sujou, no banho que vai atrasar, na janta que já deveria estar pronta ou na rotina do sono que dará errado mais um dia, muito provavelmente você perderá a paciência em poucos minutos.

Pensar em tudo ao mesmo tempo ou querer dar conta de todas as tarefas simultaneamente só tira a nossa atenção do momento presente ou mesmo das pessoas que estão a nossa volta, o que é um dos piores erros de qualquer pai ou mãe. É quase inevitável perder a paciência e ficar estressado quando a nossa mente está focada em qualquer outra coisa além daquilo que está diante de nós.

Por isso, recue um pouco, reflita sobre o quanto isso faz mal não só a você, mas também a seus filhos, e crie o hábito de tentar realizar uma tarefa de cada vez, com sua atenção total em cada uma delas. “Saia” um pouco da sua mente e “entre” no seu corpo. Respire, sinta seus pés no lugar em que estão e simplesmente faça o que precisa fazer. Isso ajudará você a estar verdadeiramente presente e “inteiro” em cada momento.

Respirem juntos

Os momentos de caos são emocionalmente desgastantes para você e seu filho. E nessa hora, não existem boas decisões, simplesmente porque qualquer decisão será confusa e irracional. Por isso, em vez de tentar resolver a situação a todo custo, apenas pare, dê às mãos a seu filho e respirem juntos. No entanto, não faça isso somente nesses momentos de estresse! Faça disso um hábito entre vocês.

“Experimente esta técnica de respiração: inspire pelo nariz contando até quatro, prenda a respiração por um batimento cardíaco e expire pela boca contando até oito lentamente”, explica Tejal. Uma boa dica para ensinar isso aos pequenos é motivá-los a imaginar que eles têm uma xícara de chocolate quente nas mãos, mas que está quente demais para beber. Peça para que eles respirem fundo e assoprem lentamente o chocolate quente para esfriar.

Segundo a especialista, que há anos também ensina mindfulness para crianças, os pais não podem esperar que seus filhos saibam praticar a respiração consciente na hora do caos, “a menos que tenham praticado a técnica quando estiverem felizes e brincando”.

Independentemente se a confusão foi causada por você ou por seu filho, é importante deixar claro que não há problema algum em sentir essas emoções mais intensas, elas fazem parte de nós. Então, nesses momentos, procure falar para seu pequeno: “Vejo que você está com raiva. Está tudo bem sentir isso, a mamãe te ama muito! Que tal nos tranquilizarmos juntos para nos sentirmos melhor?” Mesmo que seu filho não consiga se acalmar, esse exercício ajudará, pelo menos, você a controlar suas emoções.

Faça uma pausa e diga a eles que você os ama

Não pense que a impaciência e o estresse deixam apenas você chateado e frustrado. Seus filhos também se sentem extremamente abalados e inseguros nesses momentos. Por isso, é fundamental que você saiba acolher e amar seus pequenos também quando estão sentindo essas emoções mais difíceis, para que eles não aprendam a reprimir esses sentimentos desconfortáveis.

Aliás, a forma como você lida com suas próprias emoções interfere diretamente na maneira como eles lidarão com as deles. Se você costuma “explodir” com frequência, seus filhos pensarão: “se a mamãe ou o papai pode perder o controle, eu também posso”.

Portanto, procure fazer pausas durante a sua rotina para afirmar a seus filhos o quanto você os ama. Isso os deixará mais seguros diante de qualquer adversidade. Caso você esteja se sentindo impaciente, seja sincero com seu filho: “O papai está se sentindo frustrado e vai tomar um pouco de ar fresco. Eu te amo muito e quando eu me acalmar, vamos brincar juntos novamente”.

Faça pequenas pausas para si mesmo ao longo do dia

Acredite: em meio a uma rotina maluca é possível ter “pequenos reinícios de paciência” para recuperar a paz ao longo do dia. E não há segredo nenhum. Apenas faça pequenas pausas de 30 segundos a um minuto entre uma tarefa e outra. Isso ajudará você a retomar o seu foco e a sua energia para realizar suas atividades.

Aproveite atividades bobas de rotina como escovar os dentes, caminhar até o carro ou mesmo tomar uma xícara de café após o almoço para fazer essas pequenas pausas. Sem dúvida, o seu nível de paciência aumentará – e muito – com esse novo hábito.