“Chegou a turma do funil, todo mundo bebe, mas ninguém dorme no ponto”. A tradicional marchinha de Carnaval é super conhecida e neste período, os foliões além de cantarem bastante, muitas vezes, acabam exagerando na bebida. Uma dose a mais e no dia seguinte, a ressaca aparece com tudo para lembrar que a festa foi intensa.

Segundo o Ministério da Saúde, ressaca é uma resposta do organismo após uma agressão externa, que no caso é o álcool, e que pode ser gerada por diversos fatores, tais como a velocidade do consumo, se o organismo não está pronto para absorver ou se a pessoa ingeriu algum outro alimento que possa retardar essa absorção, entre outros fatores.

LEIA AINDA: Remédio para emagrecer é suspenso por risco de causar câncer

Depois da bebedeira chegam sintomas como dor de cabeça, náuseas, vômitos, sede, tontura, indisposição, que castigam o corpo após a folia. A Tribuna do Paraná preparou, então, algumas dicas para amenizar as consequência dos abusos do carnaval.

Alimente-se

Se possível, coma algo antes de sair de casa. Pode ser algo leve, pois um alimento pesado não vai ser boa opção. A união comida e bebida são essenciais.  

Água

Sabemos que a cerveja hidrata, mas o melhor mesmo é a água. Intercale copos ou garrafas na hora da folia. A água vai evitar aquela sensação de boca seca no dia seguinte. Se preferir, pode substituir por bebidas isotônicas que são ricas em minerais.

Descanse

Um dos sintomas da ressaca é moleza e para evitá-la é preciso dormir adequadamente. O repouso é fundamental para se recuperar de qualquer condição que comprometa sua saúde. Então, procure descansar em um lugar escuro para que seu sono seja reparador de fato.

LEIA MAIS – Grelha perto da brasa, tábua de madeira, pano no ombro: 7 erros no churrasco que ameaçam a saúde

Chás

O velho chá de boldo é uma boa, pois ajuda no funcionamento do fígado, órgão mais afetado pelo álcool. O boldo possui uma substância chamada lactona que auxilia na recuperação.

Doces

O doce restaura a glicose no sangue e recupera o fígado. Evite alimentos gordurosos. Carboidratos também são bem-vindos para ajudar a amenizar a ressaca.

Não exagere nos remédios

Alguns medicamentos ajudam a minimizar os estragos causados pela álcool, mas nenhum é capaz de resolver completamente de uma vez. Use com moderação um analgésico (contra dor de cabeça), antiácido (contra a queimação no estômago) e antiemético (contra enjoos).