Correr tem muitos obstáculos. Quem começou agora ou pratica a atividade há tempos sabe que é comum surgirem desconfortos como bolhas e calos no pé, assaduras entre as pernas, escurecimento ou queda de unhas e sensibilidade nos mamilos. O atrito entre a roupa e o corpo pode não parecer um problema tão grave para quem caminha, mas quem o faz em um ritmo mais intenso reconhece a necessidade de proteção.

Virilhas, mamilos e áreas que entram em atrito, como a parte interior das coxas, são as mais afetadas pelas assaduras, como explica o professor, treinador e corredor Diego Mazuroski. “Usar vaselina ajuda a diminuir o atrito, calções térmicos preservam as coxas e camisetas mais leves, de tecidos sintéticos, os mamilos”, conta.

Uma sugestão bastante utilizada pelos corredores é, em provas longas, usar adesivos de micropore so­bre o mamilo, que ajuda a evitar o contato direto com a camiseta. Outro problema, que atormenta os pés dos corredores, mas que tem solução simples, é o surgimento de bolhas, causadas pelo atrito entre a pele e o tênis ou a meia.

Até se adaptar ao tênis e encontrar a meia mais adequada, o corredor novato pode sofrer o incômodo. A meia faz toda a diferença, mais ainda do que o tênis. Sem a meia que absorva o suor, mas que não seja nem muito fina, nem muito grossa, as bolhas aparecem.

O treinador Diego Mazuroski explica que os calçados novos normalmente causam atritos e é importante amaciá-los antes de começar a utilizá-los para correr. “Se há áreas que sempre causam bolhas, o indicado é cobri-las com micropore ou outros protetores”, diz Mazuroski.

Refluxo pode aparecer

Apesar de ser um incômodo que atinge mais quem já tem algum problema gástrico ou propensão, o refluxo pode atingir corredores iniciantes. De acordo com a nutricionista e especialista em nutrição esportiva e funcional Simone Camati, na maioria dos casos, as pessoas têm a propensão para o refluxo e não sabem, descobrindo apenas depois de iniciado o treinamento. “Cerca de 80% da população tem propensão e não sabe. Quando começa a fazer atividades físicas, sente o refluxo”, afirma.

Segundo Simone, a fadiga no corredor iniciante também é muito comum. “As pessoas sentem a fadiga mais por erro na ingestão de alimentos. Como muitas pessoas que buscam a corrida querem emagrecer, elas começam uma dieta rica em proteína e sem carboidratos, que faz com que diminua o açúcar no sangue e o corpo perca energia, gerando o cansaço”, explica a nutricionista.

Previna-se

Veja os incômodos mais comuns que podem surgir em quem começa a correr – e mesmo entre os mais experientes:

Assando o peitoral

As assaduras nos mamilos acontecem pelo atrito da camiseta com esta pele, que é mais sensível. Elas são mais comuns em homens. As camisetas de algodão retém o suor, ficam encharcadas e ásperas e a dor pode ser intensa por até dois dias. Portanto, o conselho é optar por tecidos mais leves, como os sintéticos. Já nas coxas, as costuras dos shorts podem incomodar durante a corrida. Prefira os mais grudados ao corpo. Outra medida é passar vaselina para diminuir o atrito.

Unhas escuras

Encontrar as unhas pretas após uma corrida é normal e elas aparecem pelo acúmulo de sangue embaixo da unha. Elas surgem normalmente pelo excesso de treinos em ladeiras ou pelo uso de calçados muito apertados. Por isso é importante encontrar o tênis ideal, nem muito grande, nem muito apertado e que se encaixe na pisada. Outra situação que pode ocorrer é a queda da unha, pela redução do fluxo de sangue para o pé durante a corrida.

Dores nos pés

Alguns incômodos comuns que afligem os corredores são as dores na sola do pé, com início na região do calcanhar, também conhecida por fascite plantar, e o estresse tibial, também chamada de canelite ou periostite, que são fortes dores na região da canela. Treinamento adequado e sem fazer um esforço maior do que o corpo aguenta naquelas condições pode ajudar a prevenir estes problemas.

Calos aos montes

Tênis apertados podem gerar calos em algumas áreas, como o dedo mínimo ou a sola. Vale verificar se o tênis que está usando é o ideal.

Perda de pelos

Com as roupas grudadas ao corpo, é comum haver uma redução nos pelos. No entanto, é o problema que menos incomoda os corredores e muitos, inclusive, fazem depilação prévia para encarar a corrida.

+ Tâmo Junto com a Tribuna: Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!