O departamento jurídico do Procon/PR começou a analisar ontem as informações solicitadas à empresa Renault do Brasil S/A através de notificação, que poderão explicar os problemas de manutenção e o elevado custo de peças de reposição das viaturas modelos Scénic, utilizadas pela Polícia Militar do Paraná, desde 2000.

O Procon havia pedido esclarecimentos à empresa montadora, após relatório da PM, constatando que os carros são frágeis para o trabalho policial. Caso a Renault não respondesse a notificação, o Procon iria abrir um processo administrativo. A empresa enviou uma resposta na segunda-feira, dia do vencimento do prazo determinado.

Segundo a assessoria do Procon, as análises ainda não têm previsão para ser concluídas.

Relatório

Os problemas apresentados pelo relatório do Centro de Manutenção de Material Bélico da PM, indicou que foram gastos, em média, R$ 1.750,00 por viatura, em manutenção preventiva e corretiva, no ano passado. Foram vendidas 465 viaturas Scénic, ao governo em 2000 e 2001.