Os ânimos entre motoristas de táxi e do Uber continuam acirrados. Na noite de sexta-feira (24), um taxista chamou “reforço” de seus colegas, alegando que um motorista do aplicativo de caronas pagas teria apontado uma arma de fogo para sua cabeça, em um posto de combustíveis na Rua Mariano Torres, próximo ao Viaduto do Colorado, por volta das 22h30.

Quando o posto estava cheio de motoristas de táxi, um deles começou a apontar um carro e dizer “Uber aqui ó, é Uber”. O condutor então avança com o automóvel para cima dos taxistas. Armou-se um grande tumulto, e motoristas dos carros laranja gritaram “Pirata, pirata!”. O suposto condutor do Uber que tentou atropelar os rivais foi preso pela Polícia Militar.

De acordo com relatos ouvidos pela Tribuna, após a confusão no Centro, motoristas de táxi se dirigiram à avenida Batel, onde bloquearam o trânsito, criaram tumulto e destruíram um carro do Uber. Segundo um motorista do aplicativo que não se identificou, na Rua Bispo Dom José, no Batel,um veículo do Uber acabou capotado após ação de taxistas, por volta das 23h.