t83151204.jpg

No carro da vítima, as marcas de
balas deixadas pelos ladrões.

Mais um taxista perdeu a vida pelas mãos de criminosos, em pleno serviço. João Lázaro da Silva, 50 anos, motorista em Fazenda Rio Grande, apanhou os três homens que iriam assassiná-lo segunda-feira à noite, perto do terminal rodoviário da cidade. Minutos depois, levou três tiros no Jardim da Ordem, Tatuquara, e morreu no Hospital do Trabalhador.

O próprio João avisou pelo rádio, perto das 23h de segunda, que tinha sido baleado. Ele foi socorrido pelo Siate dentro de seu Corsa DGG-6339, mas não resistiu.

Os três bandidos levaram o telefone celular e a carteira da vítima – a quantia em dinheiro roubada ainda não foi apurada pela polícia. O delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Furtos e Roubos, disse que a investigação corre com auxílio da delegacia de Fazenda Rio Grande. "Até onde sabemos, o taxista apanhou os passageiros em local movimentado. Deve haver testemunhas", afirmou o delegado. Ainda não há pistas dos assaltantes.