enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Trio fuzila rapaz em Araucária

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Jeferson não teve tempo para esboçar
qualquer reação e foi crivado de balas.

Um provável desentendimento na divisão de produtos furtados resultou em briga e na execução de Jeferson Severino dos Santos, o “Rato”, aproximadamente 20 anos. O jovem foi assassinado dentro da casa de sua prima, na Rua Samambaia, bairro São Francisco, em Araucária. Nem mesmo a presença de três crianças intimidou os matadores, que acertaram três tiros à queima-roupa no rapaz. Jeferson, que não teve chance de defesa, morreu no sofá da sala.

Segundo informações dadas por policiais do 17.º Batalhão da PM, o crime aconteceu por volta das 22h de quinta-feira. Nesse horário, Sandra Ferreira de Lima – proprietária da casa – saiu para telefonar e deixou a porta dos fundos da residência encostada. Três homens armados, que provavelmente estavam de tocaia, aproveitaram a situação: esperaram a mulher sair e invadiram. Os marginais foram até a sala, onde encontraram Jeferson sentado no sofá maior e nos outros lugares uma adolescente de 14 anos com um bebê de seis meses no colo e uma criança de oito anos, dormindo no outro assento.

Execução

De armas em punho, perguntaram: “Você é o Jef?” O rapaz ergueu os braços e foi dominado pelo trio, que não falou mais nada e apenas efetuou os disparos.

Jeferson – também chamado de “Rato” – morreu no local onde estava acomodado. Ele recebeu tiros na perna e braço direito, e na face. Este tiro provavelmente transfixou e saiu na cabeça, de acordo com as primeiras análises da Polícia Científica.

Apavorada, a menina pediu aos matadores que não fizessem nada com a criança de colo. O trio saiu rapidamente da casa, mas um dos bandidos, antes de ir embora, deu um tapa na cara da adolescente. “Eles saíram e pegaram duas motocicletas para a fuga”, explicou o sargento Minotto, da PM.

Roubo

Atendendo a ocorrência, os policiais militares descobriram algumas pistas que podem ter motivado a execução. Onde a vítima dormia foram encontradas peças de roupa (masculinas e femininas), que foram furtadas de uma residência nas proximidades. “O arrombamento da casa aconteceu na madrugada de quarta-feira. Limparam a casa”, contou o sargento. Segundo o tenente Satto, o desacerto com outros envolvidos no assalto durante a divisão de produtos é uma das hipóteses que vão ser investigadas. “O material que encontramos aqui foi reconhecido pelas vítimas do assalto. Deduz-se que ele (Jeferson) é um dos participantes da ação”, completou.

De acordo com a prima, “Rato” estava há três dias em sua casa e era morador no Tanguá. “Ele já esteve detido, mas não sei dizer o que fez”, afirmou Sandra, que estava preocupada com a segurança de sua família após a execução.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas