Ciciro Back

Caminhão carregado com leite
tombou na CIC. Motorista morre.

O Instituto Médico-Legal recebeu, neste sábado e domingo, 20 cadáveres de mortes violentas. Destes, sete foram vítimas de atropelamentos e três de acidentes de trânsito. Um dos acidentes ocorreu no quilômetro 600 da BR-376 (Contorno Sul), próximo à Bosch, na CIC. Carlos Pereira da Silva, 29 anos, morador no bairro Santa Bárbara, em Ponta Grossa, morreu ao tombar o caminhão que dirigia no canteiro central da pista. A cabine ficou esmagada. O acidente ocorreu por volta das 15h40 de sábado.

O caminhão Cargo placa ABK-8158 (Toledo) que Carlos dirigia estava carregado com leite. Policiais não apuraram o que causou o acidente nem encontraram testemunhas que pudessem revelar como aconteceu a saída de pista. A tarde estava ensolarada e o fato ocorreu num local de extensa reta e pista dupla.

Atropelamentos

Sete pessoas morreram em Curitiba e região metropolitana, no final de semana, vítimas de atropelamentos. Por volta das 15h30 de ontem, Thiago Gabriel Souza, 3 anos, caminhava junto com o pai, Antônio Souza, 25, pela Rodovia do Xisto, a 100 metros da divisa com o município de Araucária, quando foram atropelados por um caminhão. Thiago morreu no local e o pai dele foi hospitalizado. Marcos Homann foi atropelado por volta das 6h05 de ontem, no quilômetro 101 da BR-277, no Passaúna, em Curitiba. As outras cinco vítimas estavam internadas e morreram em hospitais. Edes Luiz da Silva foi atropelado por uma moto e levado ao Hospital Evangélico, às 3h46 do feriado de Corpus Christi. Ele morreu no sábado, às 23h50. No mesmo hospital também foi internado, às 13h55 do último dia 26, José Maria de Andrade, 53. Ele foi atingido por um automóvel e morreu às 16h30 de sábado. Ainda no Evangélico, Joaquim Mendes da Luz, 49, morreu às 12h de ontem, após ter sido atropelado por volta das 22h de sábado.

O motorista Deniz Amaral Machado, 58 anos, morador no Sítio Cercado, morreu às 20h30 de sábado no Hospital Cajuru. Ele estava internado no centro médico desde o dia 30 de abril. No Hospital do Trabalhador, um homem de aproximadamente 69 anos morreu aos 40 minutos de ontem, após passar por quatro horas de internação. O homem era branco, com olhos negros, magro e baixo, e usava dentadura na arcada superior.

Choque entre dois Corsas

  Foto: Anderson Tozato
Foto: Anderson Tozato
Colisão aconteceu na
Desenbargador Westphalen.

Um homem ficou ferido em uma colisão entre dois carros, na esquina das Ruas Desembargador Westphalen e Baltazar Carrasco dos Reis, às 20h15 de sexta-feira. O Corsa placa ASA-0209 de Pinhais, dirigido por Seno Damae Junior, 25 anos, seguia pela Desembargador Westphalem, quando o outro Corsa placa AHH-3758, dirigido por Cristian Gustavo, 24, atravessou a pista e foi atingido na lateral. Com a violência da colisão, o carro rodou e foi parar em cima da calçada. Cristiano ficou preso no veículo e teve que ser retirado pelo Corpo de Bombeiros, que agiram juntamente com os socorristas e o médico do Siate. Cristiano foi encaminhado ao Hospital Cajuru. (MB)

Nas estradas, 220 feridos

Embora muitas pessoas não tenham emendado o feriado de Corpus Christi este ano, os quatro dias foram violentos nas estradas paranaenses, a exemplo dos outros anos. De acordo com dados parciais das Polícias Rodoviária Federal (PRF) e Estadual (PRE), até o último sábado já haviam sido registrados 269 acidentes nas rodovias que cortam o Estado. A quantidade já é maior se comparar com os quatro dias do feriado do ano passado, quando a PRF e a PRE registraram 258 acidentes. Até agora, os registros das polícias rodoviárias apontaram 220 pessoas feridas e oito mortas. O balanço total de acidentes, feridos e óbitos nas estradas será divulgado hoje.

Durante toda a tarde de ontem, o movimento na BR-277, rodovia que dá acesso às praias paranaenses, aumentava conforme o avanço das horas. A Ecovia (concessionária que administra o trecho) registrou o fluxo de cerca de 800 carros por hora na pista sentido Curitiba, quantidade considerada alta pela empresa. A concessionária previa, no início do feriado, que cerca de 16 mil veículos desceriam ao litoral.

Muita gente deixou Curitiba de ônibus também. Já na noite de quarta-feira (dia 6), quando iniciou o feriadão prolongado para muitas pessoas, cerca de 470 ônibus deixaram a Rodoferroviária e a expectativa é que ainda hoje haja movimento acima do normal no local. (MA)