Anderson Tozato
?Xuxa? tinha fama de perigoso.

Em uma troca de tiros com um homem não identificado, Marcos José Alves Rocha, 20 anos, conhecido por seus amigos e principalmente pela polícia como ?Xuxa?, foi morto às 19h de ontem, na Rua Boa Esperança, próximo a Escola Municipal Olavo Bilac, na Vila Idalina, em São José dos Pinhais. Na confusão, uma menina de 12 anos, que estava próxima, foi ferida na barriga com uma bala perdida.

Segundo o cunhado da vítima, Wilson Assunção da Silva, ?Xuxa? era tranqüilo, não usavas drogas nem tinha rixas na vila. ?Ele era trabalhador, mas estava desempregado, só recebendo o salário desemprego?, explicou o cunhado, enquanto observava o corpo estendido no chão, cercado por curiosos.

Perigoso

A polícia não confirma a versão da família sobre a forma de vida levada por ?Xuxa?. No edital da 1.ª Companhia do 17.º Batalhão de Polícia Militar, havia uma foto dele apontando uma arma e a recomendação para que os PMs ficassem atentos, pois se tratava de indivíduo de alta periculosidade que já respondia por roubo e sempre andava armado.

A namorada de Marcos contou aos integrantes da Guarda Municipal, guardas Sivanildo e Arruda, que atenderam a ocorrência, que ele estava com a sua moto Biz, azul, parado na esquina quando foi abordado pelo assassino. Depois da troca de tiros, um colega de Marcos teria pego a moto e saído atrás do matador.

A menina ferida no tiroteio foi atendida pelos socorristas do Siate e encaminhada ao Hospital do Cajuru.