A jovem não portava documentos.

Uma garota de aproximadamente 16 anos foi assassinada e um rapaz de 26 levou um tiro na barriga às 22h de sábado na Rua Carmen Miranda, bairro Afonso Pena, em São José dos Pinhais. A polícia ainda procura respostas para o crime, que não teve testemunhas. Um assalto seria a primeira suspeita da polícia, mas não há qualquer confirmação.

Moradores da região disseram ter ouvido cerca de 5 tiros. Dois deles atingiram o peito e um a cabeça da jovem, que até a tarde de ontem não havia sido identificada. O almoxarife Édson Luiz Mendes de Lima, 26 anos, que estaria acompanhando a moça de bicicleta, foi baleado na barriga e pediu ajuda a vizinhos. Enquanto aguardava a vinda do Siate, ele teria dito às pessoas que o ajudavam que foi vítima de assaltantes. “Ninguém viu os autores nem quantos eram”, comentou o policial militar Valério, que atendeu o caso. Edson morava nas redondezas e disse à esposa, ao sair de casa, que iria à residência de um irmão pedir-lhe o carro emprestado.

Dúvidas

Investigadores da Delegacia de São José dos Pinhais aguardavam ontem a recuperação de Edson, submetido a cirurgia no Hospital do Trabalhador, para ouví-lo. Por enquanto, a única certeza é de que as duas vítimas foram baleadas pelas mesmas pessoas. “De repente o rapaz e a moça nem se conheciam e se cruzaram na rua. Talvez o alvo fosse só um deles e o outro foi ferido de graça”, supõe o policial Cláudio, da delegacia local. Ainda de acordo com o policial, provavelmente os assassinos estavam a pé ou de bicicleta, pois não foi ouvido barulho de motor de veículo após os disparos.

A garota, de cabelos compridos e pretos, tinha 1,64m de estatura e 61 quilos, usava blusa de lã amarela, calça jeans azul, sandálias e tinha piercing no umbigo. Ela não portava documentos e seu corpo aguarda identificação no Instituto Médico Legal.