Entre o final da noite de domingo e o início da madrugada de hoje (17), quatro pessoas foram baleadas e uma esfaqueada na Grande Curitiba. A Delegacia de Homicídios, a de Pinhais e a de Piraquara trabalham para tentar identificar os agressores.

Às 21h20 de domingo, uma garota de 14 anos baleada no peito foi levada por familiares até o Centro de Ensino e Instrução do Corpo de Bombeiros, na Rodovia João Leopoldo Jacomel, Guarituba, em Piraquara.

Além dela, Elisson dos Santos, 19, parente da garota, levou um tiro na coxa esquerda e tinha uma fratura na perna direita, e também foi socorrido na Rua São José, que fica perto do quartel.

Os dois foram levados ao Hospital Cajuru e ao Evangélico, em Curitiba, em estado grave. Testemunhas relataram para a Polícia Militar que dois rapazes em uma moto atiraram contra eles, deixando pelo chão vários cartuchos de pistola e projéteis de revólver. Ninguém soube explicar o que motivou os atentados.

Também para o Hospital Cajuru foi levado um rapaz de 22 anos, baleado no bairro Perdizes, em Pinhais, por volta de 0h40. Segundo testemunhas, ele foi atingido nas costas e na perna, mas ainda assim conseguiu pilotar uma moto e seguir até a casa da mãe dele, na Rua Artur Nehring, Atuba, para pedir socorro. Ela acionou o Siate, que o encaminhou ainda consciente. Ele passa bem e deve prestar depoimento assim que receber alta.

Praticamente no mesmo horário, familiares levaram outro rapaz, de 24 anos, ao Hospital Vita, na Linha Verde Norte. Ele foi baleado no peito, segundo o pai, durante um assalto no bairro Boqueirão, em Curitiba, e permanece internado.

Ainda em Curitiba e também por volta de 0h, uma pessoa de apenas 15 anos foi atingida por algumas facadas na Rua Rockefeller, perto da Rua Chile, no Rebouças. Ela foi levada ao Hospital Cajuru.