Policiais civis e militares realizaram operações em conjunto para coibir o tráfico de drogas em Antonina, no Litoral. Foram presas 10 pessoas, entre sábado (6) e segunda-feira (8), por meio de denúncias anônimas. A polícia apreendeu ainda 55 pedras de crack, pouco mais de R$ 700 e objetos usados para o consumo de drogas e produtos sem origem comprovada.

De acordo com o delegado Rubens Miranda Júnior, na segunda-feira, os policiais foram até um ponto de venda de drogas, onde detiveram João Alves, 47 anos, e Jucimeri dos Santos Amaral, 35. Dentro do veículo em que estava o casal também estava uma criança de 11 anos, filha de Jucimeri, e uma adolescente de 12 anos.

O policial explicou que a criança era mandada para comprar a droga, enquanto o casal aguardava no carro. “Ela e a adolescente foram usadas para despistar a polícia e para comprar cerca de R$ 140 em crack, que estava com a criança. Por isso, além de associação ao tráfico de drogas, os dois foram indiciados também por corrupção de menores”, explicou o delegado.

A polícia ainda prendeu Jorge Luis Mayer, 47, Alexsandro, 37, Adriana do Rocio Calisto Gomes, 34, e Osny Ismail Alves Braz, 41, apontado pela polícia como um dos principais traficantes da cidade. Junto com eles foram encontrados aproximadamente R$ 400 além de objetos utilizados para o consumo de drogas.

CEMITÉRIO – No sábado, a ação policial prendeu quatro pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas. Espedito da Costa Polari Neto, 22, e Márcio da Cruz Mendes, 32, foram presos. Eles estavam no cemitério da cidade que, segundo denúncias, é ponto de venda de drogas. Na abordagem a polícia encontrou um revolver calibre 38, com Polari Neto, e três pedras de crack, com Mendes.

Os policiais ainda prenderam Luiz Felipe Marinho Calisto, 19, e Josiel dos Santos, 26. Os dois estavam com 50 pedras de crack prontas para a comercialização e cerca de R$ 140. Na residência de Calisto e encontrou mais uma pedra de crack, munição para arma calibre 38 e R$ 209.

Todos estão presos na delegacia de Antonina.