Começa hoje o julgamento de um dos principais suspeitos de matar o vereador Valdomiro Francisco da Silva, o “Miro Siqueirense”. José Vilmar Luciano, o “Luciano Cabeleireiro”, é acusado de planejar a morte de “Miro” para ocupar sua vaga na Câmara de Fazenda Rio Grande.

O crime ocorreu em 21 de agosto de 2006. Segundo Walmir de Oliveira Lima Teixeira, assistente de acusação do Ministério Público, Luciano teria pago R$ 7 mil a Carla Adriane dos Santos, ao filho dela – um adolescente de 17 anos – e a Édio Oliveira Rocha, 23 anos, para assassinarem o vereador. A acusação será do promotor Paulo Conforto e o defensor será o advogado Edgardo Maranhão Soares. O julgamento terá início às 9h.