Átila AlbertiPreso desde 14 de agosto em cumprimento a um mandado de prisão temporária, Gerson Batista dos Santos (foto), 24 anos, teve a sua prisão convertida em preventiva na tarde de ontem e foi transferido da Delegacia de Homicídios (DH) para o Centro de Triagem II, em Piraquara. Ele foi apontado como autor dos tiros que mataram Valdemar Antônio de Macedo, conhecido como ?Dema?, e feriram Diego Gabriel da Silva, 15, e Mauro Vieira da Rosa, 22, em 13 de julho, na Rua Celeste Torquato Gabardo, na Vila Rio Negro.

Segundo o superintendente Dilso Morgerot, as pessoas que foram ouvidas na DH informaram que o crime foi motivado por disputa de pontos de drogas. ?Valdemar já havia sido preso por tráfico de drogas e Gerson foi apontado como outro traficante da região da Vila Rio Negro?, contou Dilso. Gerson foi reconhecido pelas outras vítimas como o autor dos disparos, de acordo com o policial.

Vingança

Na sexta-feira, três dias depois de Gerson ter sido preso, sua esposa, Vera Lúcia Pereira, 40 anos, e a filha do casal, de 5 anos, foram feridas a tiros na frente de casa. Os disparos foram dados de dentro de um Kadett, que era dirigido por um rapaz identificado apenas como ?Japinha?. O passageiro do automóvel seria parente de Valdemar.