No início da tarde deste sábado (10), o Subcomandante Geral da Polícia Militar coronel Nerino Mariano de Brito e o Comandante da Operação Verão Paraná 2014/2015 major Nivaldo Marcelos prenderam um homem de 48 anos – suspeito de estuprar um menino de 8 anos – na Avenida Curitiba esquina com Paranaguá, balneário Praia Grande, em Matinhos, litoral do estado. Após deterem o homem inicialmente, rapidamente chegou uma equipe de policiais militares, que estão atuando na área, para dar continuidade aos procedimentos.

De acordo com o coronel Nerino, eles deslocavam pela Avenida quando foram parados por um homem o qual relatou que seu filho havia sido estuprado. “Colocamos ele na viatura e seguimos até o local indicado com o intuito de encontrar o suspeito. Após poucas buscas nas proximidades encontramos um homem suspeito, que foi reconhecido devido à descrição das tatuagens feitas pelo pai da vítima, então demos voz de prisão a ele”, conta Nerino.

“O menino também fez reconhecimento do homem e descreveu a violência que teria sofrido, sendo assim, como estávamos de passagem, entregamos a situação a uma equipe PM da área para os devidos procedimentos”, conta o Subcomandante-Geral. “Nossa agilidade, tanto de nossa viatura quanto da equipe que chegou em apoio, foi tanta que conseguimos prender o suspeitos poucos minutos depois do suposto fato”, elogia.

A equipe policial realizou o encaminhamento da vítima, juntamente com o pai dela, ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes para exames. Também foi acionado o Conselho Tutelar para as providências pertinentes. Diante dos relatos, o homem, suspeito do estupro – morador de Pontal do Paraná – foi encaminhado à Delegacia de Matinhos para aas medidas cabíveis.

“Esta ação demonstra o grau de comprometimento da nossa Polícia Militar do Paraná que não mede esforços para atender bem a comunidade paranaense, a qual merece respeito e proteção. Nossos policiais são preparados e treinados para lidar com diversas situações, desde a mais delicada até a de maior risco, tanto para eles quanto para a comunidade”, destaca Nerino.