Um homem suspeito de ser o criminoso que matou um estudante e violentou uma jovem no Morro do Boi foi preso às 8 da manhã de segunda-feira (16), na rua principal do Balneário Santa Terezinha, em Pontal do Paraná.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) divulgou a informação nesta terça-feira (17) pela manhã, através de uma nota à imprensa. A prisão foi embasada em uma ordem judicial e até que as provas confirmem a participação do suspeito, a Polícia Civil manterá a identidade do preso sob sigilo.

O pai da estudante, Lorival Pegorare da Silva, confirmou, ao Paraná-Online, que ela já teria feito o reconhecimento do suspeito. Segundo ele, a filha confirmou que o homem é de fato o maníaco que a atacou e matou seu namorado em Caiobá. A polícia não confirma as declaraçãos de Lorival.

Investigações

O retrato falado do suspeito do crime levou algum tempo para ser feito, já que a estudante encontrava-se num estado de saúde e psicológico bastante delicado. Há cerca de uma semana, no dia 10 de fevereiro, foi divulgado o retrato falado do maníaco. 

Uma camiseta deixada no local do crime foi a primeira pista encontrada pela polícia. Duarante o período das investigações, chegou-se a especular que o assassino estaria morto e que seu corpo estaria no IML, hipótese descartada pela polícia.

Boletim

A garota vítima do maníaco saiu da UTI do Hospital VITA Curitiba no último sábado (14). O boletim foi divulgado na segunda-feira (16). Segundo o Dr. Jackson Baduy, diretor médico do Hospital VITA Curitiba, e Dr. Jaime Luís Lopes Rocha, infectologista, a paciente apresenta um quadro estável, recupera-se bem e está no quarto.

A previsão dos médicos é que a jovem tenha alta na semana que vem. A paciente ainda não tem condições emocionais para atender à imprensa, devido à fragilidade do seu quadro psicológico.

A cobertura completa e detalhes da prisão do suspeito na edição desta quarta-feira dos jornais O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná.