Quando caminhava pela Rua Jussara, no bairro Novo A, Sítio Cercado, o adolescente Rafael de Godoi Arrais Fernandes, 16 anos, foi atingido por sete tiros. Gravemente ferido, ele foi atendido pelo Siate e levado ao Hospital do Trabalhador, onde permanecia internado até a tarde de ontem.

Policiais da Delegacia de Homicídios apuraram que dois ocupantes de um Golf verde, ao verem Rafael, efetuaram vários disparos em sua direção. Na tentativa de escapar, o jovem entrou em um bar, mas foi perseguido pelos criminosos, que acertaram suas costas, peito e perna. Em seguida, os marginais retornaram para o veículo e deixaram o local em alta velocidade.

O superintendente Miguel Gumiero, da Delegacia de Homicídios, acredita que o crime foi motivado pelo tráfico de drogas. "Apesar da pouca idade, este garoto já sofreu outro atentado e os autores eram os mesmos. Eles são traficantes", salientou Gumiero. Ele disse que na primeira vez que foi baleado, Rafael preferiu não entregar os atiradores, temendo que eles se vingassem, mas de nada adiantou. "É acerto de contas por causa de drogas", disse o policial.