Os motoboys que trabalham em empresas de entregas estão envolvidos em 70% dos acidentes registrados pelo Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), em Curitiba e na Região Metropolitana. Para diminuir esse índice, o BPTran começa hoje uma série de cursos gratuitos de direção defensiva para esses profissionais.

No curso, com duração de 4 horas-aula, os participantes receberão noções teóricas e práticas de direção defensiva, terão seus equipamentos de segurança avaliados e serão orientados caso haja necessidade de nova instrução. Cada turma terá, no máximo, 30 participantes, preferencialmente habilitados na categoria “A” e que dependam da moto para trabalhar. Eles deverão se apresentar com moto própria ou da empresa em que trabalham.

Cuidados

Além de orientar os motoboys a não “costurar” no trânsito, o BPTran vai dar dicas de como “escapar” do chamado ponto negro. Quando o motociclista está nesta posição em relação aos carros, o motorista não consegue visualizá-lo pelo retrovisor.

As alterações nas motocicletas também estão na “mira” do curso. Grande parte dos motoboys costuma, por exemplo, encurtar o guidão das motos para que fique mais fácil a passagem entre os carros, principalmente quando há congestionamentos, só que eles não fazem adaptação nos espelhos retrovisores. Por este motivo os policiais estarão fazendo a vistoria nas motos.