Valquir Aureliano
Quinteto preso em flagrante com drogas, armas e vários objetos.

Ao investigar o misterioso desaparecimento de um usuário de drogas, policiais da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) e do Serviço Reservado da Rone, prenderam uma quadrilha que liderava parte do tráfico na Vila das Torres. Os cinco indivíduos foram detidos na manhã de ontem, com farto armamento, além de celulares e relógios, fruto de furto e da troca por entorpecentes.

De acordo com os policiais militares, o usuário estava desaparecido desde a última sexta-feira, quando sumiu com seu Celta de cor verde. Na busca por mais entorpecentes, ele teria ido comprar crack da quadrilha, porém, como estava devendo, foi mantido em cárcere privado até que pagasse a dívida. Na tarde de sábado os marginais ligaram para a mulher dele, avisando que o soltariam, porém a promessa não foi cumprida. Na manhã de ontem, o rapaz foi liberado pelos marginais para ir até um telefone público, de onde ligou à mulher e pediu que ela levasse R$ 1.000,00. Só assim eles o soltariam e liberariam o veículo.

Prisão

Os policiais souberam do "esquema" e rapidamente chegaram na Vila das Torres, onde encontraram a vítima perto do orelhão. De lá, os policiais foram até um barracão, onde detiveram Carlos Roberto Sanches Correia, 18 anos, conhecido por "Polaco" e Maurício Fernando Rempalski, 19, por "Batoré". Com eles os PMs apreenderam duas pistolas calibre 380, uma metralhadora 9 milímetros, 25 pedras de crack e certa quantidade de maconha. A dupla levou os policiais até o Celta, estacionado perto do barracão, porém a chave não estava ali. Em outra casa, próxima dali, foram detidos Valdemir Cordeiro, 24; Dionei dos Santos;21 e Diego Renato dos Santos, 19, que além de estar com a chave do carro, escondiam também dez relógios, seis celulares e um revólver calibre 357. O carro foi entregue ao usuário e o quinteto foi levado ao 2.º Distrito Policial.