Foto: Alberto Melnechuky/Tribuna

Marcos foi morto com dois tiros.

Briga de gangues pode ter sido o motivo da morte de Marcos Roberto Martins, 22 anos, assassinado com dois tiros, às 18h30 de quinta-feira, na Rua Willian Both, quase esquina com a Rua Tito Teixeira de Castro, na Vila Hauer. Um homem passou de bicicleta, efetuou os disparos e fugiu em seguida. Familiares de Marcos apontaram um indivíduo identificado como ?Dilinho? como suspeito da autoria do crime.

Segundo Márcio Adriano Brito, irmão da vítima, o Rio Belém, que divide a vila, separa também grupos rivais. Ele contou, ainda, que outro irmão foi vítima de um grupo, que mora do outro lado do rio. ?Ele tomou uma surra violenta e teve que ficar cinco dias internado?, explicou.

Marcos estava foragido da Colônia Penal Agrícola há aproximadamente cinco meses. Nesse período ele havia parado de fumar crack, estava trabalhando e dava sinais que mudaria de vida.

?Ele estava até mais gordo e bem tranqüilo?, contou o irmão.

Namoro

Tentando achar um motivo para tanta violência, Márcio disse que tudo começou quando Marcos havia arrumado uma namorada e em seguida foi preso.

?Ele ficou preso no 7.º Distrito Policial por mais de sete meses. Durante esse tempo a menina arrumou outro namorado. Quando ele saiu, achou que ainda estavam juntos e ela já estava com um cara lá do outro lado do rio?, detalhou.

Os policiais militares Franco e Gimenes, do Regimento de Polícia Montada, disseram que, além de ser foragido da CPA, Marcos tem diversas outras passagens pela polícia. O investigador Dias, da Delegacia de Homicídios (DH), comentou que todas as hipóteses serão investigadas. ?Vamos verificar se a informação dos familiares procede e também se ele era usuário de drogas ou estava envolvido com o tráfico?, disse.

Polícia fecha cerco em São José dos Pinhais

O delegado Paulo Silveira, titular da delegacia de São José dos Pinhais, irá solicitar à Justiça a prisão preventiva de diversos integrantes da gangue ?Dos Demais?. Silveira prefere não divulgar os nomes dos acusados para não atrapalhar as investigações. Segundo ele, o líder do grupo, Tiago Felipe Pereira, 19 anos, o ?Tiaguinho?, foi preso por porte ilegal de arma no último dia 25, mas escapou do xadrez quatro dias depois, junto com outros nove detentos. ?Esse rapaz já esteve preso por homicídio, mas foi absolvido, porque as testemunhas contaram um fato no inquérito policial e mudaram suas versões no Tribunal do Júri?, lamentou o delegado. ?Apesar da pouca idade, ele é perigoso?, reforçou o delegado.

Silveira informou que Tiago está sendo procurado pelos policiais e solicitou às pessoas que tenham qualquer informação sobre o seu paradeiro que entrem em contato com a delegacia através do telefone 3282-5868.

Rivais

O chefe de investigação, Altair Ferreira, informou que a gangue ?Dos Demais? é adversária do grupo liderado por Sinoberciano Rodrigues de Almeida, o ?Xiru?, 42 anos, apontado como o autor do duplo homicídio, que vitimou os adolescentes Cleiton César da Trindade, 15 anos, e Giovane Bussine, 13, no dia 25 de outubro. ?Xiru? ainda é acusado de ser o autor do assassinato de Leomir José Coelho Júnior, em 22 de outubro. ?O Leomir integrava a gangue ?Dos Demais? e era apontado como autor do assassinato de Matheus da Costa Lopes, o ?Quin?, morto no dia 1.º de outubro. Por causa disso, começou a matança de ambos os lados?, explicou Altair.

Inocência

Apesar de Tiago ser apontado como líder do grupo e de envolvimento em crime, além de ser foragido da cadeia, seu advogado Alexandre Salomão acusa a polícia de perseguir seu cliente.?Tudo o que acontece em São José dos Pinhais é ele. Este rapaz não é o monstro que estão tentando fazer?, alega o defensor.