Onze presos fugiram da delegacia de Rio Branco do Sul, por volta das 18h45 de sábado. Quando o investigador Rogério Pencai servia o jantar, um grupo com armas improvisadas rendeu o policial e pegou o molho de chaves, conseguindo acesso à porta da frente da delegacia. A pistola do policial também foi levada, e os moradores próximos da delegacia estão assustados e com medo.

Segundo informou a delegacia, boa parte dos fugitivos é perigosa, composta por autores de assaltos e homicídios. Até a noite de ontem nenhum deles havia sido recapturado. Após a evasão, a delegacia ainda abriga 62 detidos.

O investigador Luís, que assumiu o plantão na manhã de domingo, lamentou à Tribuna a falta de uma maior equipe de trabalho nas delegacias da Região Metropolitana. "Aqui em Rio Branco, por exemplo, é um policial civil na delegacia e mais uma dupla de militares na rua para cuidar de 30 mil habitantes, como acontece em muitos municípios. Dessa forma não conseguimos ser atuantes e a população reclama com razão", conclui o policial.