Mal deixou a Colônia Penal Agroindustrial (CPA) na manhã desta sexta-feira (3), onde cumpria pena por sequestro e roubo, Anderson Marola, 38 anos, passou cumprimentar os vizinhos antes de ir para a casa da irmã, na Vila Sambaqui, no Sítio Cercado, mas foi recepcionado por assassinos. Ele foi alvejado e não resistiu aos ferimentos.

Anderson entrou na casa dos conhecidos, na Rua Saira Dourada, por volta das 10h, e, pouco depois, o atirador – ninguém informou à polícia quantas pessoas eram – chegou em um veículo branco e invadiu a residência, em busca do homem. Vários tiros foram ouvidos pelos moradores do bairro.

A irmã de Anderson, Viviane Marola, mora próximo ao local do crime. Ela disse não saber quem poderia ser o autor ou o motivo do assassinato do irmão. “Não faço nem ideia”. Segundo Viviane, Anderson passou três anos detidos em regime fechado, e tem dois de filhos, de oito e dez anos.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o crime. O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).