Os assassinos de Fernando Pires dos Santos, 18 anos, observaram o rapaz durante toda a noite em um bailão da CIC e esperaram o raiar do dia de Natal para executá-lo com pelo menos três tiros na cabeça.

 

O jovem foi seguido da saída da festa até a Rua Teodoro Locker, deserta pela quase ausência de residências, e acabou executado sem chances de defesa. Para a polícia, trata-se de um caso de vingança, tendo em vista que Fernando estava recebendo ameaças de morte de bandidos da região.

 

Eles suspeitavam que o jovem estivesse colaborando com a polícia. Esta localidade onde Fernando foi executado ganhou bastante evidência no fim de 2008, quando o grande terreno margeado pela Rua João Dembinski foi invadido por cerca de 1.500 famílias. Depois disto, houve reintegração de posse e o local ficou deserto.