enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Rapaz morre agredido na cabeça

  • Por Redação O Estado Do Paraná
Corpo encontrado nas cavas
do Areal Gaio, na capital.

Com a cabeça esfacelada, um jovem desconhecido, aparentando 18 anos, foi encontrado morto por volta das 15h de ontem, nas cavas do Areal Gaio, proximidades da BR-116, no bairro Caximba. O rapaz estava bem vestido, com cordões no pescoço, mas não portava nenhum tipo de documento.

Um funcionário do areal, que prefere não se identificar, pode ajudar os policiais da Delegacia de Homicídios a elucidar o crime. Ele contou que viu quando um Opala, de cor escura, encostou próximo a uma das cavas, na noite de anteontem. A vítima, então, desembarcou do veículo junto com outros homens. A testemunha ouviu os gritos do rapaz sendo agredido, mas permaneceu escondida.

Minutos depois o Opala deixou o local. Temendo pela própria vida, o funcionário não foi ver o que tinha acontecido.

Encontro

O corpo foi encontrado por um homem que estava pescando na cava. Ao procurar um bom lugar para a pescaria, ele acabou deparando com o cadáver, parcialmente coberto pela água e pelo mato, na margem da cava. O homem solicitou ajuda a um funcionário da empresa, que acionou a Polícia Militar. “A vítima não possui documentos. Acredito que foi desova. Aqui é um local ermo. É comum este tipo de coisa”, comentou o tenente Goulart, do 13.º Batalhão, que esteve no local.

A perita Vilma, da Polícia Científica, disse que aparentemente a vítima foi morta por espancamento. Ela acredita que os autores usaram algum objeto pontiagudo, ou até mesmo uma pedra, para bater na cabeça do rapaz, única região do corpo ferida durante a surra.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios, que aguarda a identificação do rapaz, cujo corpo foi removido ao Instituto Médico Legal, para intensificar as investigações.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas