Cerca de 20 tiros de pistola e revólver foram disparados por quatro encapuzados e com luvas, contra um Palio, na Rua Mário Gasparin, Sítio Cercado, por volta das 20h de ontem. Helton Ferreira da Luz, 18 anos, que estava ao volante, morreu na hora. Outro jovem, da mesma idade dele, no banco do carona, saiu ileso. Abaixou-se no banco e sentiu os projéteis passarem perto. Após a fuga do quarteto, ele correu pela rua pedindo ajuda.

Testemunha

O investigador Carlos Alberto do Amaral, do 6.º Distrito Policial (Cajuru) ia até a casa de um colega, na mesma rua, quando viu um Clio prata, ocupado pelos assassinos, fechar o carro das vítimas, perto da entrada da residência de Helton. “Os quatro desceram atirando. Quando vi o sobrevivente correr, achei que estava com os assassinos. Ele levou a mão nas costas e pensei que fosse sacar uma arma, mas estava conferindo se não havia sido ferido”, descreveu Amaral.

Traçado

Ele ligou para a Delegacia de Homicídios e a Polícia Militar. Instantes depois, viaturas do 13.º Batalhão da PM e da DH chegaram e patrulharam as ruas da região, mas o Clio não foi encontrado. “A vítima fatal e o sobrevivente tinham passagens por envolvimento com roubos”, disse o tenente Nery da PM. Segundo a mãe de Helton, o pai dele foi assassinado em situação parecida há poucos anos.