Uma briga dentro de um restaurante dançante na Rua Ermelino de Leão, esquina com Saldanha Marinho, Centro, terminou do lado de fora com muitos tiros, às 5h de sábado. Quatro amigos foram baleados na confusão, por um homem armado que fugiu de carro, sem ser identificado. O episódio ocorreu a duas quadras da Delegacia de Homicídios.

Ainda não se sabe o motivo do desentendimento. Bem em frente à casa noturna, houve bate-boca e um homem, de aproximadamente 25 anos, atirou em quatro rapazes. Adriano de Brito dos Santos, zelador de estação-tubo, 22 anos, Júlio César Lemes dos Santos, 23, e Leandro dos Santos Cardoso, latoeiro, 24, levaram tiros na barriga e Luiz Fernando dos Santos Cardoso, 18, servente, irmão de Leandro, foi baleado no dedo. O Siate encaminhou os três primeiros ao Hospital Cajuru e liberou Luiz Fernando, depois de prestar-lhe atendimento. Todos os feridos moram no bairro Pilarzinho.

Briga

Leandro chegou a brigar com o autor dos disparos, mesmo depois de ferido. O atirador e um homem que o acompanhava entraram rapidamente em um Astra prata e fugiram. A placa do veículo teria os numerais 6288. Um outro rapaz de 25 anos tentou entrar no carro, mas caiu antes de o motorista arrancar. Detido por testemunhas, ele foi encaminhado pela PM à DH, que o liberou após ouvir o seu depoimento. “As vítimas disseram que não conheciam os autores”, disse o investigador Rubens, que atendeu o caso com o colega Lartes. A PM fez buscas na região, mas não localizou os suspeitos. Duas cápsulas de pistola calibre 380 foram recolhidas e entregues à DH.