Foto: Átila Alberti
Gilberto e Laium pegos com dois revólveres.

Os moradores do Tatuquara e arredores devem viver mais tranqüilos de agora em diante. Na terça-feira, policiais do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) prenderam dois indivíduos acusados de assaltar casas e empresas da região. Gilberto Rodrigues, 24 anos, e Laium Simplício de Souza, 20, foram presos na Cidade Industrial de Curitiba com dois revólveres carregados. A polícia procura agora os comparsas da dupla.

De acordo com o delegado do Cope, Rodrigo Bastos Figueiroa, as investigações começaram depois dos vários registros de assaltos ocorridos nos últimos meses. Com ajuda de denúncias anônimas, no domingo, os policiais descobriram que a dupla estava escondida na Rua Favo de Mel, na CIC. Na terça-feira, Gilberto e Laium foram presos.

O assalto mais recente cometido pela dupla aconteceu na última sexta-feira, quando acompanhados de dois comparsas, Laium e Gilberto renderam funcionários e moradores de uma mansão no Caximba e levaram R$ 16 mil e um revólver. A arma foi encontrada quando os assaltantes foram presos.

Durante a fuga, o quarteto se separou. Gilberto e Laium renderam o motorista de um Gol e, com o carro e a vítima, circularam por cerca de duas horas, obrigando o motorista a deixá-los na CIC.

Os assaltantes levaram o aparelho de som, CDs e o celular da vítima. Enquanto isso, os comparsas fugiram com uma moto que roubaram de uma distribuidora de gás.

A polícia ainda tenta identificá-los. No dia seguinte, o quarteto teria assaltado dois supermercados na região.

Antecedentes

Gilberto tem passagens na polícia por roubo, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma. Foragido da Colônia Penal Agrícola desde 2004, ele foi condenado a seis anos de prisão pelo assalto a uma casa de deputado, de onde roubou R$ 40 mil. Laium tem passagem na polícia por tráfico de drogas e é acusado de ser o autor de um homicídio ocorrido em janeiro, quando a vítima foi assassinada com três tiros na nuca e teve as orelhas cortadas.

?O crime foi motivado por uma dívida de drogas?, disse o delegado.

A dupla será indiciada pelos crimes de roubo, receptação e porte ilegal de arma.