enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Operação Arvoredo

Quadrilha é presa com 375 quilos de maconha

Investigação que durou cinco meses identificou 17 membros do grupo

  • Por Redação

Policiais civis da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) desmantelaram uma quadrilha de tráfico de drogas com atuação em Curitiba e Colombo. Durante as investigações, que duraram aproximadamente cinco meses, foram identificados 17 membros do bando, que movimentava grande quantidade de maconha que era remetida da cidade paulista de Praia Grande para o Paraná.

Foram apreendidos 375 quilos de maconha, cerca de meio quilo de crack e cocaína, além de dinheiro, balanças de precisão e contabilidade de valores auferidos com o tráfico de drogas.

A Operação Arvoredo contou com o apoio da 2ª Vara Criminal de Colombo, que deferiu as medidas que resultaram no bloqueio judicial das contas correntes dos suspeitos e na restrição da liberdade de 16 integrantes desta associação criminosa, constituída com o fim de negociar entorpecentes na Região Metropolitana e em Curitiba.

Segundo a delegada adjunta da Denarc, Camila Cecconello, as investigações iniciaram-se focadas em um grupo de comercializava drogas nos bairros Jardim das Graças e São Grabriel, em Colombo, e chegaram até os fornecedores de drogas da quadrilha, Viviane Claudino, a “Vi”, Lourival das Graças Souza, o “LR” e Gabriel Eduardo Alves Cordeiro, o “Pânico”.

O trio de traficantes, todos evadidos do sistema penitenciário paranaense, residia na Praia Grande, em apartamentos de luxo, de onde coordenavam toda remessa e distribuição de drogas.

“Durante investigações restou demostrado que não obstante terem sido condenados em nosso Estado pelo crime de tráfico de drogas, “Pânico”, Viviane e Lourival associaram-se novamente no estado de São Paulo para remeterem carregamentos de maconha, que eram recebidos em Curitiba pelos demais investigados da quadrilha, como Mauri Antônio Pereira e Márcio José Guimarães (evadido). Posteriormente, a droga era distribuída por Alexandre Almeida Paulo, considerado o “gerente” do grupo criminoso, que repassava o entorpecente para diversos traficantes de Colombo, Curitiba e outras regiões”, contou a delegada.

No último dia 25 de novembro, os policiais interceptaram em uma chácara com Mauri Pereira, parte do carregamento de drogas oriundo de Praia Grande. Este entorpecente ainda estava armazenado no esconderijo, pronto para começar a ser distribuído aos demais traficantes da quadrilha.

“No decorrer da operação outros pontos de venda de drogas dos demais integrantes da quadrilha foram desmantelados em Colombo”, explicou Camila. A droga apreendida está avaliada em cerca de R$ 400 mil. A maioria dos presos tem antecedentes por crimes diversos.

Veja na galeria de fotos as drogas e a quadrilha.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas