Investigadores da Polícia Civil de Arapongas (PR) prenderam mais dois integrantes da quadrilha que vinha aterrorizando a cidade. O grupo é acusado de assaltar estabelecimentos comerciais e roubar carros para desmanche, seqüestrando as vítimas. O líder do bando, Maurício Paulo de Souza Filho, 24 anos, conhecido por “Neguinho” e Adriano Valentin Sobrinho, 26, chamado de “Barbicha”, foram presos na terça-feira, em um sítio localizado entre as cidades de Sabáudia e Astorga. Maurício é acusado de ser o autor do latrocínio que vitimou o estudante Gabino Lopes Neto, 19, assassinado em 24 de agosto. Além da dupla, a polícia já prendeu outros cinco integrantes do grupo, cúmplices do crime.

Segundo o delegado Valdir Abrhão da Silva, o crime aconteceu quando Gabino passeava pelas ruas de Arapongas junto com José Vitor de Almeida Neto, 19. Os jovens avistaram duas garotas de programa. Ao aproximarem-se delas foram abordados por “Neguinho” e Adriano, que os seqüestraram. No caminho para a cidade de Jandaia, Gabino reconheceu “Neguinho”. O assaltante resolveu matar os dois jovens. José Vitor também foi baleado, mas fingiu-se de morto e sobreviveu.