Dezoito suspeitos de falsificar documentos públicos e privados, principalmente carteiras de habilitação, foram presos na madrugada de ontem (07), durante a Operação Transformers. A quadrilha era baseada em Umuarama, no Noroeste do Estado, mas enviava documentos falsos para Curitiba e várias cidades do Paraná e outros estados. Foram apreendidos cinco veículos, impressoras, papéis e computadores para confeccionar os documentos.

De acordo com a polícia, o líder era Valdemir de Sá da Silva, 32 anos, conhecido como “Val” ou “Crush”, preso em Umuarama. Era ele que providenciava as falsificações, vendidas cada uma por R$ 500 a R$ 700. O dinheiro era dividido entre os integrantes.

Membros

Entre os membros da quadrilha estavam o dono de um ferro-velho, um despachante, dois cabeleireiros, sete corretores de veículos e o proprietário de uma gráfica, que fornecia os papéis especiais para a falsificação. As investigações vão continuar e a polícia espera prender outros integrantes do bando.