Com três tiros, Solange Terezinha de Almeida, 40 anos, mãe de dez filhos, foi assassinada às 23h30 de sábado, na Avenida Comendador Franco (Avenida das Torres), no Jardim Botânico. Solange fazia "ponto" na Avenida das Torres e ganhava a vida como prostituta. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios.

Ela chegou a ser socorrida pelo Siate e encaminhada ao Hospital Cajuru, onde deu entrada aos 13 minutos da madrugada de ontem. Solange foi submetida a cirurgia de emergência, mas não resistiu aos ferimentos e morreu às 3h.

De acordo com informações apuradas por policiais da Delegacia de Homicídios, a mulher era viciada em drogas, o que deve ter o motivado o crime. A vítima estava na rua, onde fazia "ponto", quando dois homens se aproximaram e dispararam vários tiros contra ela. Solange foi atingida na barriga, nas nádegas e na perna e caiu na rua. Enquanto agonizava, os criminosos fugiram em direção à Vila das Torres e desapareceram na escuridão. Quem tiver alguma pista dos assassinos pode ligar anonimamente à polícia.