A ideia de implantar leitor de impressão digital na entrada de agências bancárias, encabeçada pelo delegado Luiz Carlos de Oliveira, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), virou projeto de lei do vereador Mario Celso Cunha, líder do prefeito na Câmara.

A medida proposta pelo delegado foi publicada no Paraná Online, na terça-feira. No mesmo dia, o delegado recebeu a visita do vereador, que lhe apresentou a cópia do projeto de lei, que obriga a instalação de leitores de impressão na entrada dos bancos de Curitiba, estipulando multa de R$ 800 caso a lei não seja cumprida.

O aparelho, conforme o projeto, deverá ser instalado junto à porta giratória. “Nosso objetivo é garantir a segurança tanto do vigilante e dos funcionários quanto do cliente”, disse o vereador. “O documento tramita pelo departamento jurídico e deve passar com tranquilidade pelas comissões.”