Operação policial apreendeu produtos pirateados de diversas marcas à venda nos boxes da Rua da Cidadania, na Praça Rui Barbosa, centro de Curitiba. O trabalho foi comandado pela Delegacia de Crimes Contra Economia e Proteção ao Consumidor (Delcon), a partir de denúncias feitas pelas empresas donas das marcas.

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em 138 lojas e confiscaram, principalmente, roupas, bonés, óculos, tênis, carteiras e camisetas de times de futebol.

A operação é resultado de denúncias oferecidas por 12 marcas – Oakley, Billabong, Element, Mormaii, Hot Buttered, Umbro, Fila, Kappa, Adidas, Reebok, Tigor T. Tigre, e Lilica Ripilica.

Elas alegam que são prejudicadas pela concorrência desleal, uma vez que os lojistas vendem produtos falsificados, com o nome das marcas, por preço muito mais baixo.

“O País perde com a pirataria, empresas quebram ou têm que demitir funcionários por causa dessa concorrência”, disse Fábio Meirelles, advogados das marcas denunciantes.

Tranqüilo

A operação ocorreu sem contratempos e não houve tumulto, apesar das reclamações de alguns lojistas. “Tive um prejuízo de aproximadamente R$ 2 mil, principalmente em óculos e carteiras. Investi esperando lucro e perdi tudo”, queixou-se Marlene Rodrigues Prestes, que há três anos é proprietária de um box no local. Outro comerciante lamentou que a operação tenha ocorrido próximo ao Natal, época em que as vendas são maiores.

De acordo com a polícia, nas próximas semanas os lojistas serão intimados a comparecer na delegacia para assinar termo circunstanciado por pirataria. Aqueles que se acharem no direito de recuperar as mercadorias, deverão apresentar comprovante de que os produtos são legais.