Três homens foram presos com armas, coletes balísticos e carros roubados, na tarde de ontem, no Sítio Cercado. De acordo com a polícia, João Alfredo Gonçalves, 28 anos, Mário da Silva, da mesma idade, e Antônio Eduardo Svidnitzki, 22, se preparavam para praticar um assassinato no bairro.

Eles foram abordados na Rua David Tows, mas fugiram e foram detidos a algumas quadras dali. Policiais da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) patrulhavam a região, quando suspeitaram dos dois ocupantes do Fiesta placa ATD-2403.

Na tentativa de abordagem, os indivíduos aceleraram e fugiram. “Percebemos que o Gol placa NLE-4174 dava cobertura e iniciamos perseguição aos veículos”, contou o tenente Serpa, da Rone.

Colisão

Na rua de trás, o Fiesta colidiu, e Mário e João foram detidos. Ambos vestiam coletes à prova de balas e, no carro, os policiais encontraram duas pistolas calibres 380 e 9 milímetros, a última de fabricação israelense. O veículo era roubado. O Gol foi abordado próximo dali e Antônio, que também vestia colete, foi preso.

Aliocha Maurício
Grupo estava bem armado e protegido contra reação.

“Descobrimos que eles estavam preparados para matar um comerciante, jurado de morte no bairro. Após o crime, eles iriam abandonar o Fiesta e entrar no Gol, que não tinha alerta de roubo”, explicou Serpa. Os policiais foram até a residência de um dos suspeitos, no Conjunto Caiuá, Cidade Industrial, e localizaram outro carro roubado, a Parati, AIZ-0893.

Os três foram encaminhados à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), onde foi apurado que João já contava com antecedentes criminais. Os veículos, as armas e os coletes também foram apreendidos.