A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) elucidou o latrocínio de Enoy da Conceição, 85 anos, ocorrido em 30 de outubro de 2013. Ela foi encontrada morta em seu apartamento, nas Mercês, em Curitiba.

“Foram cinco meses de investigação que culminaram com a qualificação e identificação de todos os envolvidos. Foi preso Jackson Murilo da Silva Reis, em dezembro de 2013.

Na última semana, foram presos Marciano Ribeiro, 19 anos, e Felipe Duarte Lopes de Melo Gama, o ‘Carioca’, que apresentou documento falso quando da sua prisão. Todos foram reconhecidos nas imagens divulgadas pela DFR quando do início da investigação”, explicou o delegado-operacional da DFR, Rodrigo Souza.

Conforme Souza, a vítima foi encontrada enforcada dentro de seu apartamento. “Os bandidos fugiram levando as joias da idosa. O Setor de Investigação da DFR já estava no encalço dos investigados, tendo inclusive realizado diligências no Estado do Rio de Janeiro e na cidade de Foz do Iguaçu, locais onde estariam escondidos os suspeitos”, contou.

No interrogatório, os investigados confessaram a participação no crime, mas negaram a participação direta na morte da mulher. Os três serão indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte) e estão sujeitos a uma pena de 20 a 30 anos de reclusão.