A Polícia Federal (PF) já deteve 47 pessoas suspeitas de integrar seis quadrilhas especializadas na fabricação e distribuição de caça-níqueis no Sul do País. Segundo balanço parcial da corporação, também foram apreendidos 30 automóveis, entre eles alguns modelos importados, armas, R$ 400 mil e 20 mil euros em espécie e 50 cheques (cada um superior a R$ 1 mil), além de caça-níqueis e peças das máquinas. Policiais também são suspeitos de envolvimento no esquema.

Esses números ainda devem aumentar. A polícia precisa cumprir ainda cinco mandados de prisão e concluir a execução dos 74 mandados de busca e apreensão. A operação recebeu o nome de Oitava Praga e conta com um efetivo de 400 policiais. A PF está percorrendo cidades do Rio Grande do Sul e as capitais de Santa Catarina e Paraná.

De acordo com a PF, entre os integrantes dos bandos há oito policiais civis, dois policiais militares e um policial federal aposentado. Os presos devem ser indiciados por contrabando e descaminho, corrupção ativa e passiva, prevaricação, violação de sigilo funcional, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e, em alguns casos, evasão de divisas.