Policiais militares prenderam um estrangeiro suspeito de furtar turistas em Morretes. Juan José Garcia Gutierrez, 34 anos, foi preso em flagrante, no sábado. A polícia só divulgou o caso ontem, porque investigava outros crimes que ele já tinha praticado e sua situação no Brasil.

O delegado-chefe de Morretes, Lauro Gritten, explicou que Gutierrez praticava o crime conhecido como “cavalo-louco”, com dois comparsas, que fugiram. “O crime consiste em distrair as vítimas, jogando líquido nos pneus do motor-home, fazendo parecer que o automóvel tem um problema mecânico. Assim, enquanto dois deles simulavam ajudar os turistas, o terceiro aproveitava a distração e levava os pertences da vítima”, explicou o delegado.

No momento da prisão, Gutierrez aplicava o golpe em uma família de franceses. Ele está ilegal no País e se diz peruano, apesar de constar nos cadastros da polícia, origem mexicana.