Átila Alberti
Leonardo, acusado de homicídio e tráfico.

O atentado ocorrido em 18 de março do ano passado, em frente ao bailão Planeta Ibiza, na Rua Marechal Floriano Peixoto, que deixou três pessoas feridas e resultou na morte de Leandro Roberto de Andrade, 19 anos, começou a ser esclarecido pela Delegacia de Homicídios, que identificou Leonardo Rodrigues de Moraes, 19, como um dos autores do crime. Ele está por tráfico de drogas, no 11.º Distrito Policial.

De acordo com o investigador Manoel Mendes, o crime aconteceu por volta das 5h, quando Leonardo e seus amigos se desentenderam com Leandro, na saída do bailão. Leonardo e comparsas resolveram abrir fogo contra a turma de Leandro. Luana Nascimento, 22, baleada na perna; Luiz Henrique de Souza, 18, ferido nas costas, e Edielson Luan Pires, 18, baleado no braço, foram atendidos pelos socorristas do Siate e encaminhados ao Hospital Cajuru. Leandro Roberto de Andrade, ferido no peito e nas costas, e morreu na hora.

No mesmo dia Leonardo foi preso por policiais militares com a arma do crime, mas como as vítimas estavam hospitalizadas, ninguém o reconheceu, e ele foi liberado. Dias depois, o nome dele foi levado à polícia como autor dos trios, e o confronto entre arma dele e o projetil que atingiu uma das vítimas foi positivo. ?Sabemos que partiu da arma dele o tiro que feriu uma das pessoas?, disse o investigador, salientando que a polícia trabalha para identificar os outros envolvidos na fuzilaria.