Desde o último dia 15, uma família inteira não conseguia dormir pensando em como encontrar o homem que tentou estuprar sua filha de 14 anos em frente à escola onde ela estuda. Neste domingo (27), o pesadelo da família acabou, quando o viram em um bar e finalmente conseguiram segurá-lo até que a polícia chegasse para detê-lo.

A prisão de Jairo Nascimento dos Santos, 40 anos, foi efetuada por volta das 13h30, na Rua Marechal Otávio Saldanha Mazza, no Capão Raso, por oficiais da Polícia Militar do Paraná (PM-PR). Depois disso, o acusado pela tentativa de estupro foi encaminhado para o 8º Distrito Policial, onde também funciona o Centro Integrado de Apoio ao Cidadão (Ciac).

A abordagem à adolescente aconteceu por volta das 7h15 do último dia 15, quando ela chegava na escola onde estuda. “Ele agarrou ela por trás e ficou falando obscenidades, sem que ela pudesse se soltar. Foi então que uma amiga veio socorrê-la, conseguiu libertá-la e elas correndo para a escola, sendo ameaçadas por ele, que estava com uma faca na mão”, conta a mãe da menina. A partir de então, a família começou uma verdadeira caçada ao criminoso, procurando-o por todo o bairro.

“No dia seguinte, ele foi tomar café em uma panificadora ali perto e a atendente, que já sabia do caso, tirou uma foto dele, que mostramos para a nossa filha para que ela pudesse reconhecê-lo”, lembra. No entanto, o momento crucial para a prisão de Santos aconteceu no início da tarde deste domingo, quando a família reconheceu o homem ao sair para almoçar. “Na hora, paramos o carro e pedimos a ajuda de populares para segurarmos ele até que a polícia chegasse”, explica.

De acordo com o soldado Antonio Fernandes, esta não foi a primeira vez que a polícia teve notícias de uma tentativa de estupro cometida por Santos. “Já estávamos procurando ele, pois outras mulheres já tinham reclamado. Ele inclusive já tem passagem pela polícia”, explica. Segundo informações do Ciac, ele já esteve detido por crime de lesão corporal.