Policiais civis da Delegacia de São Miguel do Iguaçu, na Região Sudoeste do Estado, elucidaram nesta sexta-feira (21), o latrocínio (roubo seguido de morte) contra a psicóloga Ângela Rocha da Silva Guedes no dia 25 de Setembro. Estão presos, Alex Junior Iarocheski, 19 anos, Tiago Marcelo de Oliveira, 19, Gilberto Moura da Fonseca, 25, e Jhonatan Fernando Ramos de Lara, 19. A polícia ainda procura Júlio Cesar Ramos da Cruz, 21, que está foragido.

Segundo a polícia, a vítima estava hospedada em um hotel do município, quando os suspeitos invadiram o local e após roubarem os objetos que estavam em seu quarto, a executaram na frente do marido e filhos de três e oito anos.

Durante as investigações, apurou-se que os suspeitos estavam em um baile na comunidade de Santa Cruz do Ocoy, quando decidiram arrombar um supermercado nas proximidades. Depois do furto, eles foram até a linha Ipiranga, onde esta localizado o hotel e praticaram o latrocínio.

Após o crime, a quadrilha seguiu para um chalé locado na praia artificial de Jacutinga, cidade de Itaipulândia, onde atearam fogo nos pertences que não os interessavam, tendo retornado em seguida ao baile.

Os suspeitos estão detidos no setor de carceragem provisória da delegacia, onde esperam por decisão da Justiça. Com eles, foi encontrado o veículo utilizado para o roubo, além dos pertences da vítima. A polícia ainda realiza diligências para capturar Júlio César Ramos da Cruz, que foi apontado pelos demais integrantes da quadrilha como sendo o responsável pelo disparo que tirou a vida da psicóloga.

Informações sobre o paradeiro de Qualquer informação de Júlio Cesar Ramos da Cruz podem ser informadas pelos telefones: 45-3565-1421 ou 3565-2333.