enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

A serviço do crime

Policial é preso acusado de desviar 81 armas da Polícia Militar

Promotoria do MP suspeita que o soldado entregaria as armas para quadrilhas

  • Por Redação

Após uma investigação feita pela Polícia Militar, a promotoria do Ministério Público do Paraná (MP-PR) ofereceu denúncia contra um policial militar acusado de desviar 80 pistolas calibre 40 e uma submetralhadora. A promotoria suspeita que o soldado entregaria as armas para quadrilhas. Uma das armas foi apreendida em uma operação da PM no Sudoeste do Estado, em um assalto a caixas eletrônicos e a outra foi apreendida em um assalto à mão armada na Região Metropolitana de Curitiba.

O policial, que ingressou na corporação em 2001, trabalhava no almoxarifado do comando regional da PM, no Rebouças, em Curitiba, e foi preso preventivamente em 29 de agosto e encaminhado para o Batalhão de Polícia da Guarda, em Piraquara. O soldado não teve o nome divulgado.

Advogado

Conforme divulgado pela Gazeta do Povo, o advogado de defesa do soldado, Antônio Pellizzetti, disse à reportagem que as armas teriam sido desviadas desde 2012 e pelo menos três outros PMs trabalharam no setor, que era de livre acesso entre os membros da corporação. Pellizzetti declarou ainda que o soldado ficou quatro meses afastado do cargo por problema de saúde e que, neste meio tempo, outros profissionais mantiveram a chave de acesso ao cofre e à estante de aço, locais onde eram guardadas as armas no almoxarifado.

O advogado disse que não eram realizados controle físico dos armamentos mantidos pela PM, e que este controle era feito apenas por planilhas organizadas no computador.

A assessoria de imprensa da PM explicou que as armas sumiram este ano e que investigação é feita para determinar o paradeiro das pistolas e da submetralhadora. Outros detalhes não seriam divulgados para não atrapalhar a investigação, segundo resposta da Polícia Militar.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas