Dois meses depois de se aposentar, o cabo David Martins, da Polícia Militar, foi morto em uma troca de tiros com um marginal, que tentava roubar um carro no estacionamento de um supermercado, no bairro Costeira, Araucária.

Pouco antes do meio dia de hoje (13), ele estava na oficina de um amigo, que fica na mesma rua e percebeu a ação do bandido. Tentou rendê-lo, mas o rapaz atirou e baleou David na barriga.

Mesmo ferido, o ex-policial, que estava armado, revidou e acertou o marginal na perna e no pé. Em seguida, David desfaleceu e foi socorrido ao Hospital Municipal de Araucária, mas não resistiu e morreu.

O rapaz, identificado como Ivan Lino da Silva, 31 anos, mesmo sangrando, correu e algumas quadras adiante rendeu um jovem que chegava em casa de carro. Obrigou-o a ajudar na fuga. O Gol branco do refém seguiu rumo a São José dos Pinhais, mas foi interceptado por viaturas da PM na Linha Verde.

“Ele ficou preso no congestionamento e quando alcancei o carro, estava com o braço em volta do pescoço do refém e apontando a arma para a cabeça dele. Porém, quando percebeu que não teria saída, abaixou o revólver e se entregou”, descreveu o subtenente Jair Padilha, do 17.º Batalhão da PM. A arma ainda tinha duas munições intactas.

Ivan foi levado ao Hospital do Trabalhador, para receber atendimento e quando receber alta, será transferido para a Delegacia de Araucária. Ele é morador do Sítio Cercado e foragido do sistema semi-aberto.