Disfarçados em uma investigação de uma quadrilha que assaltava no bairro Mercês e nas proximidades do Parque Barigui, dois policiais foram convidados pelos bandidos para participar de roubos. Para os novos “amigos”, os marginais confessaram vários crimes, mas quando saíam para cometer os assaltos foram presos em flagrante.

O delegado Rodrigo Brown, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), contou que foram recebidas informações de quadrilhas que estavam praticando sequestros-relâmpago nessa região. Sabendo que os bandidos se reuniriam para novos crimes na noite de quarta-feira, no bairro Sítio Cercado, dois policiais se aproximaram.

“Eles se apresentaram como marginas também, se dizendo indicados por alguns bandidos da região. Os bandidos acreditaram e convidaram os policiais para cometer assaltos naquela noite”, explicou o delegado.

Uma equipe do Cope fez a prisão em flagrante de três suspeitos: Elvis Vinicius Miguel de Lima, 21 anos, Igor Eric Monteiro, 18, e Washington Aurélio Evangelista da Silva, 20. Conforme Rodrigo, a quadrilha usava um Corsa verde para praticar os roubos, que foi apreendido.

Reconhecidos

Os três foram reconhecidos por um casal que foi vítima de sequestro-relâmpago no dia anterior. A namorada deixava o companheiro em casa, nas Mercês, quando foram abordados pelos ladrões.

“Eles permaneceram algumas horas com as vítimas, tentando sacar dinheiro de caixas eletrônicos. Sempre agindo com extrema violência e aterrorizando o casal, que foi abandonado no Parolin”, relatou o delegado. O carro e os pertences foram levados pelos criminosos.

Segundo Rodrigo, o Fiesta foi encontrado na casa de Tiago Santos Silva, 20, que foi detido por receptação. Ele alegou que comprou o veículo por R$ 1 mil, sabendo que era um “piseira”. “Com a divulgação das imagens outras vítimas podem reconhecê-los, e devem nos procurar para que possamos responsabilizá-los”, destacou Rodrigo.

Paraná Online no Facebook