enkontra.com
Fechar busca

Painel do Crime

Conserto interrompido

Polícia tem hipóteses para homem morto com 10 tiros

Ele pode ter sido morto por uma dívida ou por causa de desentendimento

  • Por Marcelo Vellinho, Aprova Concursos

A polícia trabalha com duas hipóteses para o assassinato do mecânico Alexsandro Bitencourt, 32 anos. O rapaz foi fuzilado com cerca de dez tiros, na noite de quinta-feira, na porta de casa, às margens da BR-277, na localidade de Rondinha, em Campo Largo. Ele pode ter sido morto em função de uma dívida ou por causa de desentendimento relacionado a uma ação trabalhista.

Familiares contaram à polícia que, por volta das 22h, o mecânico consertava um Passat na garagem de casa, quando dois homens entraram no terreno, em um Palio. “Eles estavam armados com pistolas e se intitularam policiais. Efetuaram vários disparos, que acertaram o peito e o rosto do Alexsandro”, informou o superintendente da delegacia local, Juscelino Bayer. Testemunhas relataram que um dos atiradores é um rapaz moreno, forte e de barba. Eles usaram pistolas calibre 380 e 9 milímetros.

Dúvidas

A esposa e a filha da vítima, que estavam na residência, não souberam dizer quem são os matadores, e apenas viram a dupla fugindo no Palio.

De acordo com os parentes, Alexsandro não estava envolvido com drogas. “Há algum tempo, ele prestou serviço de pintura para um empresário, mas houve um desentendimento, que foi parar na Justiça. Ele sofreu ameaça, mas não registrou boletim de ocorrência. Além disso, o mecânico estaria com dívida, mas não sabemos do que se trata”, declarou Juscelino.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas